Iconografia do Ovelheiro Gaúcho

AQUI VAMOS COLOCAR TODAS AS IMAGENS QUE POSSUÍMOS DO OVELHEIRO GAÚCHO.

CONVIDAMOS A TODOS OS VISITANTES QUE POSSUAM FOTOS OU IMAGENS DE OVELHEIROS QUE NOS ENVIEM PARA QUE POSSAMOS POSTAR NO SITE.

UM ABRAÇO A TODOS QUE GOSTAM DA RAÇA

Quadro de Juan León Pallière onde aparece um dos prováveis tipos de cães que deram origem ao ovelheiro gaúcho. http://www.folkloredelnorte.com.ar/

Foto antiga de gaúcho com seus cães Ovelheiros, Ferraria, município de Dom Pedrito, por volta de 1950. Gentilmente  cedida por Eric Barreto.

Foto da família de Ibirajar Alves de Souza, na localidade de Álvaro Brasil município de Piratini no ano de 1971.

1985

cerca de 1990

1984

1987

Fotos de cães Ovelheiros pertencentes a família de minha esposa Élen Nunes Garcia (várias datas) na localidade de Vista Alegre no município de Piratini/RS.

Ilustratração de Marciano Schmtitz  onde aparece um ovelheiro gaúcho. http://www.marcianoschmitz.com.br/site/artista.php?lk=artista

Cães Ovelheiros pertencentes ao Sr. Paulo Sampaio de Almeida Prado (Fazenda Capoava/SPhttp://www.fazendacapoava.com.br) provenientes do Canil da Maya.

Linda ninhada do Sr.  Paulo Sampaio de Almeida Prado.

Diana, cadela garimpada por nós no município de  Pedro Osório-RS para o Sr. Paulo Sampaio de Almeida Prado.

Cadela Ovelheira Gaúcha fotografada em Santana do Livramento pelo Sr. Telmo Souza Lima Filho.

Fotografia de 1942 onde  aparecem Ovelheiros Gaúchos, tirada em uma propriedade no município de em Santa Vitória do Palmar. Esta foto é de familiares de Bruno Medeiros Donato e foi gentilmente cedida por ele.

Mais uma foto gentilmente cedida por Bruno Medeiros Donato, onde aparece a sua avó com um cão ovelheiro no município de Santa Vitória do Palmar na década de 40.

Fotografia retirada do livro ” Os últimos bandoleiros a cavalo” de Sejanes Dornelles, onde aparecem três Ovelheiros, estância do Espinilho no município de São Gabriel (1989). Imagem cedida por  Eric Barreto.

Hanna, a excelente cadela Ovelheira do Sr. Manoel  Jaccottet, na localidade de Bachini, município de Pelotas.

Os filhotes da Hanna. Estão à venda, já adquirimos um, interessados podem entrar em contato conosco.

Aragano e Macanudo, os cães Ovelheiros do Sr. Eder Bender, são impressionantes trabalhando. Aragano, o da esquerda, é o pai dos filhotes da Hanna.

Guri, cão Ovelheiro Gaúcho da estância Tarumã de Uruguaiana.

Guri no serviço.

  Campero, filho do Fiel e da Dourada, hoje no município de Espumoso-RS.

Lessy, bonita cadela de Marion e Roberto Guterres, da localidade da Capela da Buena no município do Capão do Leão.

Roberta, Laika, Lord e Flopi cães Ovelheiros  do Sr. Glenio de Encruzilhada do Sul de uma linhagem muito antiga e rara.

Olha a Roberta novamente, que linda!!

O Sr. Pedro Silveira na sua Estancia da Barra, Município de Santa Vitória do Palmar, RS,  com seu casal de ovelheiros. Foto de 1916 da Revista A Estância, gentilmente cedida pelo Sr. Erodes Armendaris Acosta, escritor, historiador autor do livro   “A Estancia Ovelheira” onde relata  a formação das estancias que criaram rebanhos de ovelhas no Rio Grande do Sul, Uruguai e Argentina e que dedica  um capitulo ao Ovelheiro Gaúcho.

Anita e Flor, cadelas Ovelheiras da Estância Nossa Senhora de Lourdes, Laranjal, Pelotas-RS.

Vida, cadela Ovelheira de Marta Zielke, São Lourenço do Sul-RS, podem notar que ela tem a cauda amputada, ela foi adquirida assim pela Sr. Marta, sem do que este costume de amputação é adotado em algumas estâncias.

Cadela Ovelheira da Cabanha Taba em Encruzilhada do Sul-RS, foto gentilmente cedida pelo sr. Glenio.

Kusco

Soledad

Ninhada Kusco X Soledad

Pitanguera  da Reculuta

Cães do Canil Coxilha do Império, de propriedade do sr. Miguel Régio (Pinheiro Machado-RS).

Maio de 1948, Carmelina Donato Castro e sua prima Walquíria Estrela, junto com o Ovelheiro Corisco, misto de babá e guarda-costas, companheiro de suas brincadeiras na Estância do Araçá distrito de Canoa-Mirim Santa Vitória do Palmar. Meu agradecimentos a Srª Carmelina Castro pelo envio da foto.

Amigo, cão Ovelheiro Gaúcho do Sr. Jamir Azambuja de Encruzilhada do Sul, futuro parceiro da Roberta do Sr. Glenio.

Sulita, cadela Ovelheira de 8 meses, do Sr. André Vidal Neves da Fontoura da Cabanha Pátria Gaúcha.

Preta, cadela Ovelheira bueníssima do Sr. Leandro da Silva Soares do município de Canguçu-RS.

Catito

Fia

Nana

Picaço

Cães Ovelheiros Gaúchos da criação do Sr. Felipe Mota de São Borja-RS.

Amigo, Ovelheiro que esta a procura de uma parceira tão linda como ele, cão de propriedade do Sr. Henrique Krause de Morro Redondo-RS.

Soneca, cão do Sr. Edu Macedo de Encruzilhada do Sul, também era uma das possibilidades de cruza com a Roberta.

Mel, cadela Ovelheira muito inteligente de Francieli do município de Santo Augusto-RS.

Índio, nosso cão que tivemos que nos desfazer, pois era muito brabo e mordia todo mundo que chegava sem avisar (não foi criado lá na propriedade e sim pego adulto, portanto não conseguimos tirar esta mania dele), mas ficamos com um filho dele com a Sol que estamos testando.

Gateado e Louca, cães Ovelheiros do Sr. Wilson Marroni dos Santos  do município de Arroio Grande.

Luna da Reculuta cadela Ovelheira de propriedade do Sr. Tiago Garcia de Pelotas-RS

Ovelheiro de um peão da  Estância Nossa Senhora de Lourdes, Laranjal, Pelotas-RS.

“Ovelheiros da escolta”, foto dirada durante as comemorações da Semana Farroupilha de 2011. Foto de Eduardo Rickes.

Paçoca, cão Ovelheiro Gaúcho Grande Campeão de propriedade da Srª Leyla Hias Norte Rebêlo.

Ovelheira procedente da localidade de Cerro Alegre, Piratini-RS, de propriedade do Sr. Rafael Jacomelli de Porto Alegre.

Nala, Xuxa e Duque, Ovelheiros Gaúchos da Srª Lisiane de Esteio-RS.

Ronda,  Ovelheiro Gaúcho do Sr. Mauro Cunha de Piratini-RS.

Princesa, cadela Ovelheira de Elaires Moraes Garcia de Piratini-RS (meu sogro).

Sadan, Ovelheiro Gaúcho do Sr. Álisson Cleiton Sonaglio, de Joaçaba-SC.

Tina, irmã do Gaúcho de propriedade da minha cunhada.

Bethoven, cão Ovelheiro Gaúcho originário de uma estância em Arroio Grande-RS e pertencente a família de Rodrigo Rocha de Lima, do município de Capão do Leão-RS.

Swell, cão Ovelheiro de  José Milton Schlee do município de Arroio Grande-RS.

Fidel, outro cão Ovelheiro de  José Milton Schlee do município de Arroio Grande-RS, foto de Daniel Bob.

Nossos cães perdidos por acidente (picada de cobra) e envenenamento: Lady, Gaúcho, Dourada, Curunilha, Pia e Gaudério.

Natane Saraiva e seu Pai Rubens Garcia Saraiva com seus cães Ovelheiro Gaúchos em Pedras Altas – RS em 1995.

Lana cadela Ovelheira Gaúcha  de Digo Soares de Pelotas – RS.

DSCN0960

Ovelheiros Gaúchos na estrada próximo a São Borja.

DSCN0972Ovelheiros Gaúchos da Cabanha e Canil Don Teju.

ovelheiro canguçu cabanha corunilhaOvelheiro Gaúcho de Cabanha Corunilha.

1947

Pirata, cão da família do Sr. Glênio Macedo, foto de 1947, gentilmente cedida pelo Sr. Glênio.

XIRU

Mais um Ovelheiro na cidade, cão da família.

Pachola do

Zuca do João

Joile3

Pachola, Zuca e Joile Ovelheiros Gaúchos de  João Henrique Zechlinski, Cabanha do Arvoredo, Tapes-RS.

Laica Ronda Tigre

Laica, Ronda e Tigre, cães Ovelheiros Gaúchos de  Felipe Rosa Cunha da Fazenda A Querência de Piratini-RS.

cigano

Cigano, cão Ovelheiro na localidade do Espinilho, próximo a vila de Torrinhas em Pinheiro Machado-RS.

athos da reculuta

Athos da Reculuta, vive em um apartamento de Porto Alegre-RS, admirado pela obediência e sensatez.

Ruana da reculuta

Ruana (China da Reculuta) cadela vendida para o casal Mateus e Analaura de Bagé-RS.

Início

Página inicial

32 thoughts on “Iconografia do Ovelheiro Gaúcho

  1. Caro Eduardo, o que me fez entrar em contato com você foi a impressão de um trabalho sério de pesquisa, resgate e preservação de um raça nacional de bastante importância.
    Senti isso pela apresentação do seu site que esta muito bem feito, com informações interessantes, estimulantes e com bastante clareza.
    Parabéns a você e a sua mulher.
    Paulo
    PS.: Muito obrigado pela paciência e atenção.

  2. tenho um ovelheiro ele está com 2 meses.ele é muito obediente oas meus comandos mesmo ainda com 2 meses,porisso q é a melhor raça de cães e meus parabéns por vc estar se dedicando a raça

  3. Que pena eu não tenho fotos dos ovelheiros que meus pais tiveram na minha infância, foram muitos, mas o nome era sempre o mesmo “Rincão”, sempre que morria um eu ficava arrasada, ia por uns dias na sepultura dele rezar, criança sempre se comove quando vê um animal morto, morriam de velho, acho eu. Mas como dizia não tenho fotos sempre fomos pobres não tínhamos máquina fotográfica pois era luxo em 1980, 1990. Uma pena pois gostaria de enviar para vocês. Abraço.

  4. Que bom que vcs estão preservando os ovelheiros gaúchos.
    Tenho uma borde collie que é uma paixão,mas o ovelheiro gaúcho será meu próximo cão.

    manuel carlos M. C. Pereira

  5. Oi, tenho fotos de ovelheiros do ano de 1942, em Santa Vitória do Palmar/RS… Se quiseres te mando por email. Sou namorado e colega da Daniela Lopes, que cria ovelheiros em POA. E por coincidência sou grande amigo do Eric que te cedeu a foto do avô dele a cavalo… Abraços.

    Bruno Donato

    brunodonato@ymail.com

  6. bom dia dr, sou de santa catarina região do contestado mais precisamente na cidade
    de vargem, fui criado e moro aqui na região e posso te afirmar que essa pesquisa tinha que se estender por toda a rota de tropeiros. dando bastante enfase pras propriedades de santa catarina, um cão muito bem falado e visto, visitei o sitio de um senhor em campo belo ela tem uma matilha desses caes, e conta que ja foi muito usada na caçada de bicho de pelo, volta e meia em saidas pelos campos eles batem nas paca e cutia.
    tenho uma exemplar em casa que se assemelha muito a raça, pretendo fotografa-la e te enviar as fotos.
    e fico grato se retorna essa mensagem. tenho alguns caes de raça doberman,pitbull, labrador e um border coliie tbm, mas fico impressionado com a disposição, leveza e pique do mestre das ovelhas. abraço
    walter_h_g@hotmail.com

  7. Acabei de ver as fotos dos ovelheiros de varias regiões do RS e cada vez me convenço mais que temos a obrigação de preservarmos , difundir, incentivar novos criadores e investir na reproduçao deles. importante citar o competente e serio trabalho de pesquisa que o Eduardo desenvolveu em torno da raça , o qual é reconhecido nos mais variados foruns sobre cinofilia. grande abraço a todos os admiradores do Ovelheiro Gaucho ! Glenio Macedo de Almeida – Encruzilhada do Sul – RS

  8. Olá, tenho uma foto de maio de 1948, na frente do galpão da Estância do Araçá, dos meus pais, em Santa Vitória do Palmar/RS, no Distrito de Canoa-Mirim. Na foto, minha prima Walquíria Estrela e eu, ambas com 2 anos de idade, e junto a nós, o ovelheiro “CORISCO”, misto de guarda-costas e babá e nas brincadeiras, muitas vezes, nossa montaria. Nessa época já era velho. Pra terem uma ideia, seu nome era uma ‘homenagem’ ao Cangaceiro Corisco – Cristino Gomes da Silva Cleto -, morto em 1940.
    Como fazer pra mandar a foto?
    Carmelina Donato Castro – (Tia do Bruno Donato)

    • Olá Carmelina

      Se a srª. tiver uma cópia digital da foto pode mandar para o meu e-mail edu.ely@hotmail.com, se não tiver, me mande o seu e-mail, que eu lhe envio o meu endereço para que você me envie uma cópia da foto. Ai eu posto ela no site com todas essas interessantes informações que a srª me enviou.
      Obrigado pelo oferecimento da foto.

  9. Sou um admirador de raças caninas nacionais, e gostaria de parabenizar o trabalho de pesquisa e preservação da raça Ovelheiro Gaúcho por parte do Canil Reculuta.

    A tese que trouxe a tona a possibilidade de o ovelheiro descender de uma raça portuguesa, tem um contexto histórico muito mais provável, afinal o Brasil foi colonizado por portugueses, e não por britânicos.

    Acho que isto também poderia se aplicar a outras raças brasileiras.

  10. Eduardo te mandei a foto do meu ovelheiro o nome é gateado cachorro de 8 anos .possuo ainda 1 cadela e outro macho q estou ensinando assim q puder te mandarei fotos.Em relação ao ovelheiro e ao border .. 1 das diferença entre os dois q notei por trabalhar com as duas raças é q o border aceita comando de trabalho de qualquer pessoa e se não cuidarmos ele vai embora até com 1 tropa que passar na estrada ele se liga mais ao trabalho do q ao dono enquanto o ovelheiro alem de ser um cachorro muito bom de trabalho só aceita comando do dono. Hoje em dia a maior parte das pessoas tem um ovelheiro e dizem que é um border mas nem sabem a diferença entre 1 e outro. As duas raças são ótimas de trabalho

    • Pois é Wilson, os ovelheiros eu já tinha notado que só vão com o dono, pois os meus nunca vão com o meu funcionário, só na corda e mesmo assim quando podem voltam para casa. Comigo todo o mundo quer ir para o serviço, acabo sempre deixando a maior parte atada pois cachorro de mais atrapalha, só levo todos quando vou tirar algum gado do mato pois ai precisa de movimento grande, para juntar as ovelhas levo só um. Esta aspecto do border eu ainda não conhecia, mais uma diferença marcante. Quanto as pessoas confundirem as duas raças isto me parece bem marcante no pessoal mais novo, pois para eles todo o cachorro preto coleira branca é border collie e todo o cachorro amarelado é Collie, mas o pessoal mais antigo ainda sabe diferenciar bem as raças.
      Abraço

  11. Eduardo, acho que é equivoco da tua parte amigo dizer que o pessoal mais novo não sabe a diferença, aqui na minha região, oeste de santa catarina, se ve muitos ovelheiros na lida de ovelha e até lida grossa que são ditos como border collies pelos seus donos que não são novos. Isso na minha opinião é tudo uma questão de se conhecer os padroes e o metodo que ambas as raças trabalham, pois na verdade são muito parecidos, a diferença é em como se trabalha. noto que o border collie ve o serviço como uma caça onde tudo é sua presa. tanto que se não focar o drive para o trabalho desejado eles pastoreiam patos, galinhas carros e até pessoas.
    Grande abraço aos meus amigos do canil reculuta, espero ver essa pagina de comentario a milhão.

    • Olá Walter, eu estava falando das pessoas aqui no sul do do Rio Grande, ai em Santa Catarina eu desconheço como é a situação, fico contente em saber que o pessoal usa ovelheiros ai. Se você pudesse me mandar as fotos de alguns cães ovelheiros dai eu postava no site. O problema da confusão é que o border entrou com uma propaganda muito forte então as pessoas acham tudo parecido e portanto tudo border. Fico também mioto interessado em conhecer os cães dai pois há uma pequena variação morfológica mas o comportamento dos ovelheiros é o mesmo em todos os lugares.
      Abraço

  12. a inserção da cauda é muito importante tambem, a maioria dos ovelheiros que notei trabalham excitado com a cauda erguida e eriçada, ja os bordes nunca ultrapassa a linha do dorso.
    espero contribuir sempre com essa raça sulina e de bom trabalho.

  13. Eduardo, aqui na minha região, oeste de santa catarina, se ve muitos ovelheiros na lida de ovelha e até lida grossa que são ditos como border collies pelos seus donos que não são novos. Isso na minha opinião é tudo uma questão de se conhecer os padroes e o metodo que ambas as raças trabalham, pois na verdade são muito parecidos, a diferença é em como se trabalha. noto que o border collie ve o serviço como uma caça onde tudo é sua presa. tanto que se não focar o drive para o trabalho desejado eles pastoreiam patos, galinhas carros e até pessoas.
    Grande abraço aos meus amigos do canil reculuta, espero ver essa pagina de comentario a milhão.

  14. Boa tarde!

    Gostaria de receber o contato da Sra. Lisiane de Esteio e do Sr. Glenio de Encruzilhada do Sul, pois resido em Guaiba e gostaria de adqirir alguns exemplares da raça para lida de campo.

  15. Os filhote da Xuxa nasceram no dia 13 de outubro São cinco uma femea os da nala estão aki ainda mas mto lindos assim que souber de alguém que precise de Caes pro serviço estão aki abs

  16. Boa noite tambem gosto muito dos cães ovelheiro, tenho um casal ,o Victório( originario de Santa Vitoria do Palmar sr. Genuino Ferreira) e a Aragana ganhei com uns quatro messes e não seri a procedencia, ambos são picassos, lindisimos.

  17. Eu sou de Minas e até pouco tempo não conhecia a raça, só vim a conhecer por que meu namorado comprou de um vendedor da Bahia uma fêmea, no entanto ela foi vendida como border collie, eu percebi que haviam diferenças no tamanho, no focinho na forma de se posicionar entre outros. Por aqui eles sempre vendem ovelheiros como Border Collies e acabam misturando desordenadamente as duas raças, inclusive o meu cachorro veio da mistura, só decobrimos sobreve o ovelheiro quando levamos a cadela para cruza e o border macho era bem menor que ela, por meio de pesquisa acabei descobrindo que ela realente não era da mesma raça . Adorei a raça me apaixonei mesmo,ainda mais por ser uma raça brasileira, só que por aqui não encontrei mais nenhum exemplar legítimo , fico muito triste com isso. Adorei o site, um dia buscarei um exemplar por ai pelo sul.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: